Precificação de serviços: aprenda a fazer em 6 passos simples!

Aprenda a precificar serviços de forma simples e eficaz em 6 passos

Compartilhe nas redes!

6 etapas simples para a precificação de serviços

A precificação de serviços é um processo essencial para sua empresa e pode ser utilizado como estratégia para otimizar as vendas

Empreendedor, você sabe o valor da precificação de serviços?

Simples, a precificação de serviços determina o valor que os clientes pagarão pelos seus serviços e, portanto, é fundamental para o sucesso do negócio.

No entanto, precificar serviços nem sempre é uma tarefa fácil, afinal, existem diversos fatores a serem considerados, como os custos da empresa, o mercado competitivo e o valor percebido pelo cliente.

Pensando nisso, neste artigo, vamos mostrar como precificar serviços em 6 passos simples.

Leia também:

O que é a precificação de serviços?

Precificação de serviços é o processo de determinar o preço de venda de um serviço, o que irá determinar o valor que o cliente vai pagar.

Desse modo, é uma etapa importante para qualquer empresa que presta serviços, pois o preço de venda é um dos principais fatores que determinam a lucratividade do negócio.

Por que é importante precificar corretamente?

Precificar corretamente é fundamental para garantir a saúde financeira da empresa. 

Se o preço de venda for muito alto, a empresa pode perder clientes para a concorrência e, por outro lado, se o preço for muito baixo, a empresa pode não conseguir cobrir seus custos e ter prejuízo.

E para que você possa evitar isso, separamos 6 dicas para a sua precificação.

Como precificar serviços passo a passo?

Passo 1: Entenda seus custos

O primeiro passo para precificar serviços é entender seus custos. Ou seja, é preciso identificar e catalogar todos os custos envolvidos na prestação do serviço.

Quais são os custos envolvidos na prestação de serviços?

Para a correta precificação, os custos envolvidos na prestação de serviços podem ser divididos em dois tipos: custos fixos e custos variáveis. 

Os custos fixos são aqueles que não variam de acordo com a quantidade de serviços prestados, como aluguel, salários e contas de luz e água. 

Já os custos variáveis são aqueles que variam de acordo com a quantidade de serviços prestados, como materiais de consumo e horas extras.

ESTÁ COM DÚVIDAS? FALE COM UM ESPECIALISTA!

Passo 2: Determine seu preço de custo

O preço de custo é o valor necessário para cobrir todos os custos levantados.

Para calcular o preço de custo, basta somar todos os seus custos e dividir pelo número de unidades de serviço.

Para calcular o preço de venda, siga os seguintes passos:

  1. Calcule todos os custos envolvidos na prestação do serviço, incluindo custos fixos e variáveis.
  2. Some todos os custos e divida pelo número de serviços prestados no período.

Por exemplo, se seus custos totais são de R$ 10.000,00 e você vendeu 100 unidades de serviço, seu preço de custo será de R$ 100,00 por unidade.

Passo 3: Adicione sua margem de lucro

A margem de lucro é a porcentagem do preço de venda que representa o lucro da empresa. 

Assim, ela é a diferença entre o preço de venda e os custos envolvidos na prestação do serviço. 

Além disso, ela deve considerar seus objetivos financeiros, o mercado competitivo e o valor percebido pelo cliente.

Uma margem de lucro típica para empresas de serviços é de 20% a 30%.

É importante que a margem de lucro alcançada seja suficiente para cobrir os custos fixos e variáveis e ainda gerar lucro para a empresa.

Passo 4: Considere o mercado competitivo

É importante considerar o mercado ao precificar serviços. 

Você não quer cobrar um preço muito alto ou muito baixo em comparação com seus concorrentes.

Por isso é preciso realizar uma pesquisa de mercado para saber quais são os preços praticados por outras empresas que oferecem serviços semelhantes aos seus.

Passo 5: Considere o valor percebido pelo cliente

O valor percebido pelo cliente é a percepção do cliente sobre o valor do seu serviço. 

Para determinar o valor percebido pelo cliente, você deve considerar a qualidade do seu serviço, a experiência do cliente e também a concorrência, assim como seus diferenciais.

Se você oferecer um serviço de alta qualidade e uma boa experiência ao cliente, poderá cobrar um preço mais alto.

Passo 6: Teste e ajuste seus preços

Depois de seguir esses passos, você terá uma boa ideia de qual deve ser o preço dos seus serviços. 

No entanto, é importante testar e ajustar seus preços com base na resposta do mercado e também nas mudanças que podem ocorrer.

Você pode começar oferecendo um preço mais alto e, se não houver demanda, pode reduzir o preço.

A Contass Contabilidade te ajuda a precificar corretamente

A precificação de serviços é um processo fundamental para qualquer empresa que presta serviços e assim é na sua empresa.

Por isso, a Contass Contabilidade está aqui para te ajudar a ter efetividade nesse processo. Afinal, somos especialistas e podemos te auxiliar em todos os passos.

Fale conosco!

PEÇA AJUDA PARA FAZER A PRECIFICAÇÃO!

5/5 - (1 vote)

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

Veja também

Posts Relacionados

Recomendado só para você
Saiba como a classificação fiscal pode auxiliar na redução de…
Cresta Posts Box by CP